06/out/2017

Campus Senador Helvídio Nunes de Barros realiza a X Semana de História de Picos

     A Universidade Federal do Piauí (UFPI), Campus Senador Helvídio Nunes de Barros, por meio da Coordenação do Curso de Licenciatura em História, realiza entre os dias 9 e 11 de outubro a 10ª edição do Simpósio de História de Picos, com tema central: Relações de poder e a escrita da história no Brasil. O evento visa a construção de um espaço de intercâmbio de experiências de pesquisa, socialização de conhecimento, aprendizagem mútua e enriquecimento cultural.

     A X Semana de História de Picos tem como objetivo socializar experiências acadêmicas de pesquisa e formação de professores, além de formar novos saberes no campo da história em interlocução com as formas múltiplas de apropriação e construção do conhecimento. A programação conta minicursos, conferências, oficinas pedagógicas, comunicações orais e exposições de pôsteres, mostras de história, atividades culturais, dentre outras atividades.

De acordo com a Profa. Dra. Érica Lôpo, coordenadora do projeto, e a Prof. Ms. Carla Silvino, vice coordenanora, o evento deverá reunir estudantes de diversas cidades do centro-sul piauiense e demais estados da região Nordeste. “Trata-se de um evento de caráter científico, de extensão acadêmica e de profissionalização de professores do ensino superior, educação básica e pesquisadores da ciência histórica que investigam as experiências históricas em suas ambiências, singularidades, práticas, apropriações e representações”, informou a coordenadora do encontro.

     Os interessados em participar dos minicursos poderão se inscrever até o dia 09 de outubro no centro acadêmico de História do Campus Senador Helvídio Nunes de Barros. Os minicursos abordarão as seguintes temáticas: Patrimônio: conceitos, categorias e preservação; Escravidão, pós-abolição e embates “negros” na contemporaneidade; História, pós-estruturalismo e gênero; Nos rastros da morte: fonte para o estudo das atitudes dos homens diante da finitude da vida no Piauí oitocentista; Para além da Rainha do Mar: os cultos afro-brasileiros sob perspectiva; A Escrita sobre os índios – Relativizando o olhar sobre as fontes históricas; Política e Epistemologia: limites da pesquisa científica e História e documento: conceitos e métodos na pesquisa historiográfica.

 

     Os simpósios temáticos abordarão as seguintes assuntos: História e Política no século XX; História, Cidades e Subjetividades; História, arte e subjetividades; Entre Colônia e Império: Escravidão, Justiça e Instituições de poder no Brasil; Por um “Mar de Terras”: possibilidades de pesquisa sobre a história dos sertões; Sociedade, poder e religião: história e historiografia do Brasil republicano; Relações Sociais, Políticas e Econômicas no Piauí do Século XIX e Ensino de História e cultura escolar: perspectivas e desafios contemporâneos.

 

 

Abertura

     A solenidade de abertura, realizada às 20 h do dia 09 de outubro, contará com a presença do Prof. Dr. João José Reis, docente da Universidade Federal da Bahia (UFBA). “O historiador é o vencedor de 2017 do Prêmio Machado de Assis, concedido pela Academia Brasileira de Letras (ABL) a escritores pelo conjunto da obra”, destacou a Profa. Dra. Érica Lôpo, coordenadora do evento.

     Referência mundial para o estudo da história e da escravidão no século 19 no Brasil, João José Reis tem diversos livros publicados, dentre eles A morte é uma festa, que lhe rendeu o Prêmio Jabuti de Literatura e sobre o qual ministrará a palestra de abertura. O professor possui diversos pós-doutorados, que incluem as universidades de Londres, na Inglaterra, e de Stanford, na Califórnia (EUA) e foi professor visitante de outras prestigiadas universidades norte-americanas, entre elas Princeton e Harvard.

Share on Facebook1